, ,

Lei e Evangelho

image

A Lei de Deus e o Evangelho.

Hoje a palavra da moda no meio evangelical é “Evangelho”. Os desigrejados dizem que o Evangelho é sair da Igreja e viver a vida da forma que queremos, sem ter que carregar as cargas um dos outros, mas só suportar com quem temos afinidade, vivendo uma vida autônoma e despreocupada com o próximo. Muitos “reformados” dizem que sua visão de “reforma” é”que é o Evangelho,  geralmente calvinistas mais fanáticos, e quem não for calvinista, ou não seguir a “reforma, segundo seus moldes não segue o Evangelho. Artistas gospel dizem que o “Evangelho” é ter uma vida hollywoodiana, com prosperidade e boa saúde, coisa que a esmagadores dos crentes em Jesus não tem. Muitas páginas do Facebook e websites cristãos também falam muito do “verdadeiro evangelho”, “Evangelho Puro e Simples”, mas só usam estes termos para criticar o que não gostam, sem declarar o que seria esse “evangelho” que tanto pregam, qual doutrina seria essa.

Mas, no geral, o “Evangelho”, para boa parte destes grupos e páginas da moda sempre se trata de regras, visões de mundo a serem seguidas e outras leis e determinações que eles dizem que quando não se segue não se está seguindo o “Evangelho”.

Os que tratam o Evangelho como regras e boas obras a serem feitas não entenderam direito o que a Bíblia ensina de verdade sobre Evangelho. O Evangelho não tem exigência nenhuma. A Lei que tem. A Lei deve sim ser pregada, para por ela aprendermos que somos pecadores e buscarmos o perdão e redenção de Jesus conforme nos mostra o Evangelho. Mas confundir a Lei e o Evangelho não é correto.

Para simplificar:

Lei = O que você tem que fazer. 
Evangelho = O que Deus fez e faz por você.

Lei = padrões e normas que você tem que seguir. 
Evangelho = Você não segue esses padrões e normas, Jesus seguiu por você e pela justiça dEle você é inocentado de toda culpa.

Lei = Você está errado!
Evangelho = Cristo te perdoa por isso

Lei = Você pode criticar os outros e apontar o erro das pessoas com a Palavra de Deus, mas lembre-se sempre que você também é pecador.
Evangelho= Jesus tem perdão para quem você critica e para você também.

Lei = Livre-Arbítrio (motivo por qual somos todos condenáveis)
Evangelho = Predestinação (mistério pelo qual somos salvos por meio da fé somente)

Explicando Melhor:

Lei =
Que diremos então? A lei é pecado? De maneira nenhuma! De fato, eu não saberia o que é pecado, a não ser por meio da lei. Pois, na realidade, eu não saberia o que é cobiça, se a lei não dissesse: “Não cobiçarás”.
Pois o pecado, aproveitando a oportunidade dada pelo mandamento, enganou-me e por meio do mandamento me matou.
De fato a lei é santa, e o mandamento é santo, justo e bom.
E então, o que é bom se tornou em morte para mim? De maneira nenhuma! Mas, para que o pecado se mostrasse como pecado, ele produziu morte em mim por meio do que era bom, de modo que por meio do mandamento ele se mostrasse extremamente pecaminoso.
Sabemos que a lei é espiritual; eu, contudo, não o sou, pois fui vendido como escravo ao pecado.
Não entendo o que faço. Pois não faço o que desejo, mas o que odeio.
E, se faço o que não desejo, admito que a lei é boa.
Neste caso, não sou mais eu quem o faz, mas o pecado que habita em mim.
Sei que nada de bom habita em mim, isto é, em minha carne. Porque tenho o desejo de fazer o que é bom, mas não consigo realizá-lo.
Pois o que faço não é o bem que desejo, mas o mal que não quero fazer, esse eu continuo fazendo.
Ora, se faço o que não quero, já não sou eu quem o faz, mas o pecado que habita em mim.
Assim, encontro esta lei que atua em mim: Quando quero fazer o bem, o mal está junto a mim.
Pois, no íntimo do meu ser tenho prazer na lei de Deus; mas vejo outra lei atuando nos membros do meu corpo, guerreando contra a lei da minha mente, tornando-me prisioneiro da lei do pecado que atua em meus membros.
Miserável homem eu que sou! Quem me libertará do corpo sujeito a esta morte?
Romanos 7:7,11-24

Evangelho =
Portanto, agora já não há condenação para os que estão em Cristo Jesus,
porque por meio de Cristo Jesus a lei do Espírito de vida me libertou da lei do pecado e da morte.
Porque, aquilo que a lei fora incapaz de fazer por estar enfraquecida pela carne, Deus o fez, enviando seu próprio Filho, à semelhança do homem pecador, como oferta pelo pecado. E assim condenou o pecado na carne,
a fim de que as justas exigências da lei fossem plenamente satisfeitas em nós, que não vivemos segundo a carne, mas segundo o Espírito.
Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito.
Pois aqueles que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.
E aos que predestinou, também chamou; aos que chamou, também justificou; aos que justificou, também glorificou.
Que diremos, pois, diante dessas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?
Aquele que não poupou a seu próprio Filho, mas o entregou por todos nós, como não nos dará juntamente com ele, e de graça, todas as coisas?
Quem fará alguma acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica.
Quem os condenará? Foi Cristo Jesus que morreu; e mais, que ressuscitou e está à direita de Deus, e também intercede por nós.
Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada?
Como está escrito: “Por amor de ti enfrentamos a morte todos os dias; somos considerados como ovelhas destinadas ao matadouro”.
Mas, em todas estas coisas somos mais que vencedores, por meio daquele que nos amou.
Pois estou convencido de que nem morte nem vida, nem anjos nem demônios, nem o presente nem o futuro, nem quaisquer poderes,
nem altura nem profundidade, nem qualquer outra coisa na criação será capaz de nos separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.
Romanos 8:1-4,28-39

Comentários

Deixe uma resposta

Loading…

Comentários

O QUE VOCÊ ACHA?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%