,

Fique atento e CUIDADO COM DETERMINADOS CORINHOS DE FOGO!

Antes de escrever algo primeiramente queremos dizer que esse texto de maneira alguma é para criticar ou julgar alguém, não estamos generalizando, apenas abrindo os olhos de vocês para o que as escrituras diz sobre tais assuntos.

Atualmente temos presenciado um enorme crescimento da nova onda pentecostal, caracterizada por uma série de vigílias, cultos de libertação (onde, em sua grande maioria, não há libertação de vidas), avivamentos…
Todas essas reuniões são seguidas de muito movimento ocasionado por uma sequência de corinhos de fogo que mais tocam o exterior do que o interior, não gerando mudança de vida.

Os “louvores” cantados um após outro, ou uma frase repetida inúmeras vezes não podem se classificados como inspirados, pois grande parte dessas letras são inteiramente antibíblica onde o compositor não conhece de Bíblia e ainda assim compõe acerca dela

Vejamos algumas razões para não darmos ouvidos a determinados corinhos:

1º – FAZEM APOLOGIA À DIVISÃO DENTRO DA IGREJA

O que mais me chama a atenção é o vibrar da multidão quando os corinhos são entoados (ou desentoados), pois na verdade, em sua grande maioria, faz apologia à divisão dentro da igreja, exportando a ideia de que a igreja não é um núcleo de união (Sl 133.1) e sim de desunião e rivalidade.

Tais verdades podem ser observadas em alguns trechos de corinhos bastante comuns na sociedade cristã pentecostal da atualidade:

1 – “Sentou na minha mesa depois me traiu…”.
2 – “Falar de mim é fácil, quero vir tu vir comigo…”.

3 – “Quanto foi que tu ganhou pra falar mal de mim?…”.

4 – “De todo o bem que eu fiz para te oferecer, você foi lá na sinagoga tentar me vender”

5 – “O meu marido é bonito mas é todo meu, se estás querendo um varão peça a Deus o seu”.

 

2º – NÃO PRIORIZAM A PREGAÇÃO DA PALAVRA
 
O mais interessante é que tal movimento tem arrastado multidões e durante suas reuniões de horas de corinhos a pregação da Palavra não é priorizada.

Já tive a oportunidade de ministrar em alguns ambientes com essa linha e uma coisa é certa, a Palavra (dita ainda como melhor parte) é a que tem o menor tempo e ainda assim fica difícil de pregar diante de tanto movimento como pulos exagerados, corre-corre, bate palmas constantes e gritos de glória, mistério, terra, é por aí Jesus, pega ele Jeová tirando do pregador a concentração e não possuindo um motivo real para glorificar, pois sequer ouvem o que está sendo ministrado.

Não adianta sem Palavra o povo se corrompe (Pv 29.18).

3º – FOGEM A ADORAÇÃO
 
Creio que é do conhecimento de todos que o louvor, tem como objetivo exaltar o nome do Senhor ou agradecê-lo por uma bênção alcançada. Resumindo é um momento de louvor, honras e glórias à pessoa de Jesus Cristo.

Uma coisa comum nesses corinhos é a ausência de adoração e a presença de estímulos para o movimento e exaltação aos anjos, varões de branco, ao cantor que foi humilhado…

Vejamos a recomendação do apóstolo Paulo sobre o culto ao Senhor:

 

“Quando vos congregais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação”. (I Co 14.26)
São cinco os elementos que compõem a reunião dos servos de Deus:

1 – Salmo: Louvor de adoração                                2 – Doutrina: Exposição da Palavra

3 – Revelação: Manifestação do Espírito Santo em revelar os segredos de sua Palavra

4 – Língua: Evidência do Batismo no Espírito Santo cuja edificação é pessoal

5 – Interpretação: Tradução das línguas faladas que formam uma profecia.

4º – FALAM CONSTANTEMENTE O NOME DE DEMÔNIOS E OS DESAFIA SEMPRE.

 
Outra curiosidade nessas reuniões é o fato de desafiar constantemente o diabo como se ele fosse uma simples formiga indefesa diante de nossas ameaças. Falam tanto o nome dele e não percebem o quão astuto ele é (II Co 2.11). O apóstolo Pedro, há muito, nos alertara acerca disso: “Sede sóbrios, vigiai. O vosso adversário, o diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar(IPe 5.8).

Nosso inimigo é muito esperto e sabe o momento certo de agir.

Nesses corinhos encontramos algumas frases que desafiam diretamente o adversário, vejamos algumas:
1 – “…pisa na farofa, chuta esse alguidar…”

2 – “…quebra esse alguidar, mete a mão…”

3 – “Pode vir a pomba-gira, o zé-pilintra o que quiser…”

4 – “Dá de bicudo na cara do cão…” Que absurdo!
5 – “Deus vai libertar do saravá, do saravá…” (sarava não é demônio, sim saudação dos cultos afros)

6 – “Puxa a barba do diabo, pisa na cabeça dele…”
5º – A GRANDE MAIORIA ESTÁ EM DESACORDO COM A PALAVRA DE DEUS.

O que é mais curioso é o fato das pessoas “receberem tanto poder” durante os corinhos, sem se quer parar para analisar a letra que, em sua grande maioria, vai contra a Bíblia Sagrada, mas isso não interessa para eles, sim o batuque como um certo indivíduo me disse.

 

images

Vamos entender isso observando alguns corinhos em conhecidos:

1 – “Quebra tudo, quebra tudo Deus…”.

             A ideia dá até para ser entendida, mas atribuir uma linguagem dessas ao Senhor é um absurdo. Observem que Deus trabalha sobre dois prismas: Ordem e Decência (I Co 14.40). Ao ordenar que Deus quebre tudo, apresenta uma ideia de um Deus baderneiro e isso deve ser banido das nossas igrejas.

2 – “Pisa na cabeça da serpente…”.

             Os cantores repetem tanto essa frase até causar uma forte emoção no público que, eufórica, “dá lugar com força”. Contudo essa é uma das maiores heresias que já ouvi, pois vai  contra a Palavra do Senhor que nos deixou uma promessa que nos esclarece acerca disso: “E o Deus de paz em breve esmagará a Satanás debaixo dos vossos pés” (Rm 16.20).
Muitos utilizam Lucas 10.19 como base para isso: “Eis que vos dou autoridade para pisar em serpentes e escorpiões, e sobre toda a força do maligno, e nada vos fará dano algum”, todavia omitem o versículo 20: “Antes não vos alegrai por que vos sujeitam os demônios, mas por vossos nomes estarem escritos nos céus”.
Quando ouvi essa letra pela primeira vez o camarada ficou no mínimo 30 minutos só cantando: “Pisa na cabeça da serpente”, acabando o corinho todos sentaram e o fogo… apagou.

Pergunto: Quem está com a razão, o corinho desenfreado ou a Palavra de Deus? Olha que alguns optam pelos corinhos.

3 – “Vai descendo, vai descendo com o varão…”.

           
Ouvindo alguns desses corinhos percebo que tais componentes dessas reuniões ainda não de despiram do velho homem, pois levam para igreja resquícios ou coisas ainda presentes daquele que diz ter andado em trevas, mas agora enxerga a luz.

Na sociedade atual, principalmente a carioca, temos como marca musical da sociedade o Funk, um ritmo musical que tomou conta do Brasil e até do mundo. Tal ritmo tem criado uma série de discussões por suas apologias como ao crime e ao sexo.

Vendo a frase/ estrofe acima, que é de um corinho de fogo, e comparando seu estilo, percebemos que a frase “vai descendo” é bastante utilizada no funk fazendo apologia ao sexo. Agora vejo que é um absurdo importar isso para dentro da igreja.

Imagine um não crente, funkeiro ouvindo isso. Já percebeu o impacto que seria? A letra transmite a ideia de que o crente deve ir até o chão com o varão, a saber o Espírito Santo, aquele que não compactua com o mundo e seus pecados.

Cuidado, Deus não se deixa escarnecer!
4 – “Mas o varão do movimento desceu nesse lugar pra trabalhar…”.

 
Eu queria muito saber que Bíblia esses cantores e compositores (se é que podem ser assim chamados) estão lendo para compor umas letras como essas. “Varão do movimento”? Deve está em algum livro apócrifo, pois segundo a Palavra quem batiza, revela, renova e faz maravilhas é o Espírito Santo que nos faz ser testemunhas de Deus aonde chegarmos, tudo isso através dos sinais (At 1.8). Tal ideia visa induzir o povo ao movimento que até inventam “varões” e “espíritos” que não são Santos e não provém de Deus.
5 – “Olha a carruagem, olha a carruagem, ela levou Elias ela vai te levar…”.
Queria saber se esses “compositores” já ouviram falar de Bíblia Sagrada – Palavra de Deus. Creio que Jeová não arrebataria Elias se ele fosse qualquer, mas como Enoque eram íntimos de Deus (Gn 5.24). O que Deus fez com Elias foi no período da lei e tinha um propósito específico. Estamos na graça e o episódio de Elias é só um prenúncio do arrebatamento da igreja.
O interessante é o fato de tantas pessoas afirmarem que Elias foi levado num carro de fogo quando, na verdade, não é isso que a Palavra de Deus afirma. Em II Reis: 2.11 diz: “E, indo eles caminhando e conversando, eis que um carro de fogo, com cavalos de fogo, OS SEPAROU UM DO OUTRO; e Elias subiu ao céu NUM REDEMOINHO.”
Tanto foi assim que, mais adiante, alguns homens tentaram encontrá-lo em algum outro ponto do local pensando que ele poderia ter sido lançado por ali pelo redemoinho.

6 – “Deus vai te matar, vai te ressuscitar…”.
 
Essa atitude nunca virá de Deus, pois somos nós quem devemos mortificar a nossa carne, morrer para o mundo e viver para Cristo (Cl 1.4). Todas as vezes que Deus matou alguém na Bíblia, pois por causa do pecado (Lv 10.1,2 / At 5 / At 12.23). A atitude deve ser nossa. Jesus disse a Nicodemos: Aquele que não nascer de novo…” Cristo não disse “Aquele que eu não fizer nascer”. Em outra parte Cristo alertou seus seguidores dizendo: “necessário vos (a você) é nascer de novo” (Jô 3.7).

7 – “Mas se você não adorar vai ser comido de bicho…”.

Essa letra quer obrigar os irmãos a glorificar, não por espontaneidade e por sentirem Deus em suas vidas, mas com medo de não ser comido de bicho.

Tal episódio faz referência ao rei Herodes, que só foi comido de bicho pelo fato de querer a Glória de Deus para sua vida, como era de costume aos imperadores de Roma. Por este fato Deus o matou, pois o Senhor não divide a glória dele com ninguém (Is 42.8).

Quer um conselho? Não dê glórias com medo ou porque pedem. Se quiser nem precisa glorificar, pois seu culto é racional e não obrigado, sim conduzido pelo Espírito Santo (Zc 4.6).

 

8 – “Eu vejo agora a mão de Deus tocando a mim e a ti…”.
 
Tal letra faz referência à mão de Deus que escreveu na parede quando o rei Belsazar profanou os utensílios sagrados do templo de Jeová. A mão que visitou o palácio naquele dia foi a mão da condenação que trouxe a morte e o juízo de Deus, no mesmo dia, para o rei e seu reino.

Tive a oportunidade de ministrar numa igreja, cujo tema da campanha era “A mão misteriosa sobre as nossas vidas”. Quando li o tema repreendi, pois as pessoas não tem noção bíblica para escrever um absurdo desses.

Quero sobre a minha vida a nuvem que Elias viu, do tamanho da mão do homem trazendo a providência (IRs 18.44), a mão de Deus que nos guarda a todo o momento (Is 49.16), a mão que levantou o coxo em Atos dos Apóstolos 3.

 

9 – “A marcha tum dum dum dum dum…”.

 

Termo informal muito utilizado durante os corinhos de fogo para levar o povo ao auge do movimento.

Tal linguagem é comum aos mc’s, cantores de funk.

Fica difícil de entender como alguns “crentes” importam do mundo alguns costumes para dentro da igreja.
10 – “Arrebata, arrebata Jeová…“.

 
Nessas reuniões muita gente cai no chão extasiada, mas os propagadores desse novo movimento pentecostal dizem que tais foram arrebatados, só que o interessante é que os mesmos não veem nada. Só caem.

Segundo o que a Bíblia registra, todos os arrebatamentos foram conduzidos por Deus e possuíam um propósito de edificação e restauração de uma nação inteira. Tal verdade pode ser vista no profeta Ezequiel no capítulo 37, em Felipe com o eunuco em Atos 8, com o apóstolo João em Apocalipse 1, etc.

Deus tem sempre um propósito, e um dele é revelar suas maravilhas aos seus filhos. Agora ficar caindo e dizer que viu tudo preto é brincadeira!

Bom vou ficar por aqui, senão esse artigo vai virar um livro. Mas se policiem acerca disso. Não deixe que seu exterior seja mexido e fique sempre nisso, mas que o Espírito de Deus comece de dentro para fora, do coração para o corpo, de dentro do vaso para molda-lo por fora.
“Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas” (Apocalipse 3.6).

 

 

font: Pastor Daniel Aguiar

http://pastordanielaguiar.blogspot.com.br/2013/04/cuidado-com-determinados-corinhos-de.html

Comentários

Escrever uma resposta

Deixe uma resposta

Loading…

Comentários

O QUE VOCÊ ACHA?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%