, ,

Banda Disciple


A banda Disciple já é conhecida por muitos aqui, está na estrada desde os anos 90, tendo sido formada nos EUA, Tennessee pelo vocalista Kevin Young enquanto estava no colégio. Mas, para este tema, vale à pena um pequeno resumo da sua trajetória. Como a maioria, começaram com gravação de um álbum independente “What was I thinking” – 1995, depois pegaram uma gravadora pequena (Rugged Records) e lançaram dois álbuns por ela “This might sting a little”-1999 e “By God” – 2001. Depois, numa gravadora independente (Slain Records) lançaram o “Back Again” – 2003. O que a gente nota é que em todos esses as letras eram bem diretas, “rasgadas” e falavam abertamente sobre a mensagem de Jesus, citando o Nome explicitamente. Como exemplo, vale a pena citar a música “I Just Know”, onde eles rasgam o verbo dizendo “Eu só sei que Jesus é O Caminho, só sei que Jesus é A Verdade, só sei que Jesus é A Vida, só sei que Jesus é meu Deus” e no restante da letra eles fazem uma crítica à divisão no meio cristão imposta pelas diferentes denominações e chamam atenção para o que é a essência do cristianismo e o que nos une.

Vale à pena ouvir:

“I just Know” foi um No.1 Christian Rock hit song em 1999 e o álbum ganhou 2 GMA Dove Award).
Então em 2005, eles assinaram com a Epic Records, que é uma subsidiária da Sony, uma Major. Não que eu não tenha gostado, até porque eu só os conheci aí, com o lançamento do disco “Rise Up”. Lembro que em seu site, o vocalista disse que sentia como se estivessem começando a carreira ali, e o álbum também foi chamado de “Disciple”, como se fosse mesmo o álbum debut, self-titled. E aí aconteceu uma coisa curiosa… as letras desse CD não apresentam o Nome de Jesus nem uma vez. As letras passaram a apresentar a Mensagem de um jeito mais subliminar, mas não abandonaram, pois no encarte todas letras tem versículos de referência.
Durante 8 anos de contrato com a Sony, eles lançaram 5 excelentes discos variando entre as subsidiárias da Sony do grupo Integrity Media (Epic, INO e Fair Trade). Mas após o término do contrato a banda decidiu fazer algo não-convencional, partiram para uma campanha KickStarter para gravar um disco independente. Colocaram como meta de arrecadação 45 mil dólares e ultrapassaram, chegando a 116 mil dólares. Algo inédito, ultrapassar em mais que o dobro a meta.
Então eles chamaram o produtor dos primeiros discos da banda, Travis Wyrick e partiram para o ataque! Nas palavras de Kevin no site da banda “eu tive mais liberdade do que nunca para fazer música e dizer as coisas que eu realmente queria dizer”.

E então saiu o álbum “Attack”, com tom pesado e autêntico e letras diretas, fazendo literalmente um “Rock for Jesus”. Vejam só logo na primeira música, “Radical” (música excelente por sinal) como que o vocal já declara não se envergonhar do nome de Jesus, afirmando ser radical mesmo, pois Ele foi radical por nós:

Outra música que tem tudo a ver com o que estamos falando aqui é “The Name”, mais pesada que a primeira e mais direta impossível; começa logo com a frase “Jesus, Jesus how I trust him, How I have proven him over and over”:

No site da banda, o vocalista conclui o texto de biografia afirmando algo muito forte que eu acho que vale à pena traduzir aqui:
“Eu sei o que fomos chamados a fazer, e que é para fazer o nosso melhor para mostrar Cristo às pessoas com a nossa música, e com a forma como interagimos com eles, dentro e fora do palco. Eu pensei sobre este novo álbum por um ano antes de começarmos no estúdio, e eu sabia que as letras seriam as mais ousadas que Disciple já colocou num disco . Eu queria falar sobre Jesus em voz alta e sem vergonha. É por isso que “Radical” é a primeira faixa e nosso primeiro single . Ela define o tom para o que queremos que as pessoas ouçam. Falamos sobre Jesus abertamente em todos os shows. Fazemos um altar de chamamento. Isso é o que somos e é isso que Disciple é chamado a fazer, e esperamos que as pessoas ouçam a música nova e digam: ‘Sim, agora que é Disciple!’

Foi exatamente o que eu percebi, o verdadeiro Disciple está de volta!

Texto: Cido Ribeiro

Comentários

Deixe uma resposta

Loading…

Comentários

O QUE VOCÊ ACHA?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Written by Cleidson Almeida

facebook-profile-picture

Servo de Deus, carioca, músico, tecladista da banda Evangellic, nerd, designer, louco por games e tecnologia