,

A história de Keith Green – Uma joia rara na música cristã

Um exemplo de vida. Keith Green, que através de sua música demonstrou humanidade, amor e compaixão ao próximo.

Se não fosse o fato de ouvir a canção do Palavrantiga, Rookmaker, em que é mencionado: “Eu canto Keith Green, você canta o que?” talvez até agora não tivesse conhecido esse grande exemplo de vida totalmente voltada ao serviço do evangelho.

Depois de escutar a canção Rookmaker do CD Esperar é Caminhar do Palavrantiga, fiquei curioso e procurei conhecer um pouco da historia de Keith Gordon Green.  Acabei descobrindo um grande exemplo do que realmente é usar de seus dons e talentos a serviço de Cristo, do que é verdadeiramente viver na contra mão do sistema.

KEITH GREEN

Um músico cristão para todas as gerações

keith green cópia 488x420 a história de keith green   uma joia rara na música cristã

Keith Gordon Green (1953 – 1982) foi um cantor gospel americano que possuía o raro dom completo da música. Compunha, interpretava e tocava piano, guitarra, contrabaixo e percussão.

Depois de entrar na vida adulta, antes de se tornar um cristão, Keith tinha uma filosofia pessoal que misturava a visão Judaica e Ciência Cristã, mas cresceu lendo o Novo Testamento.

Ele chamou o evangelho de “uma estranha combinação” que deixou seu espírito aberto, mas até então ainda profundamente insatisfeito.

Seu estilo de vida artístico o levou às drogas. Viajou ao Sul da Ásia atrás do misticismo e do “amor livre” que dominaram os anos 60 e 70. Depois de experimentar o que descreveu como uma “bad trip” (má viagem), ele abandonou o consumo de drogas e se tornou avesso à filosofia e a teologia de um modo geral.

Green viria a afirmar, no entanto, que, no meio de seu ceticismo, ele sentiu que Deus “furou os calos do seu coração”, e ele se converteu ao protestantismo.

Logo depois sua esposa Melody Green também se converteu. Em 1975 o casal Green iniciou um programa de evangelização nos subúrbios de Los Angeles, Califórnia, em San Fernando Valley.

Rapidamente sua pequena casa no subúrbio estava superlotada de prostitutas, toxicodependentes e sem-teto que recebiam, além do evangelho, atenção e cuidados. A comunidade de novos crentes foi crescendo rapidamente. Pessoas foram continuamente se posicionando para o  batismo e definindo suas vidas para servir o Senhor. Logo tiveram que adquirir uma casa vizinha à sua própria e alugaram mais cinco no mesmo bairro, para grande consternação dos seus vizinhos.

Green morreu muito jovem ainda com apenas 28 anos, em um acidente aéreo.

“Estrelas da música gospel deveriam aprender com Keith Green.”

Achei superinteressante a trajetória de Green que no inicio de sua vida sonhava em ser um grande artista, obter fama e sucesso através da música, mas em sua busca por esses desejos sempre fracassava na realização de seus sonhos.

Após se converter, direcionando sua música para a vida cristã, ficou famoso e reconhecido como maior ministro de sua época, atraindo os holofotes e o assédio das grandes gravadoras. E que ironia, o status que tanto buscou no inicio de sua carreira, e nunca havia alcançado, agora chegara até ele, mas agora era diferente, sua música estava a serviço do Evangelho, e atrair para si títulos, reconhecimento e toda ostentação em torno de sua vida o desagradou e o incomodou profundamente.

Green não queria que seus discos fossem vendidos e sim doados. Queria fazer grandes concertos, mas não concordava em cobrar entradas. Ele achava (com certeza) de que isso era “vender o evangelho”. Queria falar de Jesus para todos quantos pudesse, mas cobrar por isso era inconcebível em seu modo de pensar.

Fico imaginando como Green se sentiria vendo o atual movimento da música gospel, onde tudo é feito visando o lucro financeiro, onde os que se dizem “ministros” estão mais para pop stars, cantando puros clichês sem vida e sem Cristianismo.

Assista ao documentário: A História de Keith Green.

Leia mais sobre Keith Green

“Encontrei no youtube um ótimo documentário sobre a vida de Keith Green, divido em quatro partes. Vale a pena conferir o vídeo e conhecer de uma forma mais profunda esse referencial de vida que realmente viveu seus dias a serviço do reino!”

* publicado originalmente no Blog De olho Na Real*

Comentários

One Ping

  1. Pingback:

Deixe uma resposta

Loading…

Comentários

O QUE VOCÊ ACHA?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Written by Cleidson Almeida

facebook-profile-picture

Servo de Deus, carioca, músico, tecladista da banda Evangellic, nerd, designer, louco por games e tecnologia